Reação em cadeia em benefício da Região

Empresas encontram solução no Cone
Empresas abrigadas conseguem solução no Cone

O sucesso do Cone Condomínios de Negócios, instalado em Suape, começa pela integração intermodal (rodovia, ferrovia, porto e aeroporto) e articulação das cadeias produtivas, dentro de sua estratégia operacional de atendimento de novas necessidades de mercado. Tudo isso através de uma plataforma de multiempreendimentos dotados de infraestrutura de qualidade e com condições de abrigar os projetos e serviços das empresas do segundo e terceiro polo industrial do complexo portuário de Suape. “A ação de vendas para os empreendimentos do Cone é dedicada a segmentos específicos, identificados como de interesse para cada unidade de negócios. Estamos focando nossa linha de atuação em empresas no Brasil e no Exterior. No Cone, estão se instalando e vão se instalar companhias do terceiro setor da cadeia de suprimentos, ou seja, aquelas que fornecerão insumos, equipamentos e serviços para as empresas dos primeiro e segundo níveis (terminais, estaleiros, refinaria, petroquímicas, montadoras)”, explica Marcos Roberto Dubeux, presidente da empresa.

Nos primeiros anos de atuação do Cone, em 2011 e 2012, foi locado um total de 273 mil metros quadrados. Atualmente, só no Multimodal, a maior unidade de negócios do condomínio, são 441 mil metros quadrados alugados e ocupados. Com a implantação do Cone Suape, a face do município está mudando, com a geração de milhares de empregos na região e aumento de renda para a população. Hoje, são 6 mil empregos diretos e mais de 18 mil indiretos. As projeções indicam que as empresas instaladas no Cone Suape vão gerar 24.504 empregos permanentes até 2023, quando terá viabilizado um total de 200 mil empregos, entre permanentes, diretos construção e indiretos construção.

Já estão instaladas no Cone Suape mais de 70 empresas, entre as quais estão a Grupo Pão de Açúcar, Via Varejo, Multivarejo, Martin Brower, Makro, JBS Foods, Aurora, Via Sul, UFRPE, Concrepoxi, CEPE – Governo de Pernambuco, Vitro, TWW Pneus, Netafim, Wärtsilä, Autometal, Bosch, Magneti Marelli, Sulbras, Soenergy, Chep, Petrobras, GRSA, AGV, Modular, Fedex, DSR, Rápido 900 e AddLiner. A S4 Solar Brasil, empresa brasileira de tecnologia em geração de energia elétrica por meio de painéis fotovoltaicos, também está chegando à região e vai ocupar uma área de 5.400 metros quadrados. Aliás, devido as condições favoráveis da região, Pernambuco caminha para abrigar um dos maiores polos de energias renováveis, como a proposta da S4 Solar e de outros tipos (eólico).

O Cone S/A é uma iniciativa que nasceu da parceria entre a Conepar com o FI-FGTS. Os recursos foram aplicados conforme previsto no Acordo de Investimento, já tendo a companhia comprovado à aplicação dos valores aportados pelo FI-FGTS. Investimento semelhante está sendo realizado na Bahia, onde a Cone S/A vai destinar R$ 1,3 bilhão na implantação do Cone Aratu – Condomínio de Negócios, voltada para o desenvolvimento de infraestrutura e competências logísticas integradas para regiões portuárias. O investimento será aplicado até 2022, em uma área de aproximadamente sete milhões de metros quadrados, no município de Simões Filho. A plataforma logística vem atender a forte demanda de empresas e serviços no Estado. O Cone Aratu fortalece o plano logístico e contribui para a retenção dos investimentos na Bahia e no Nordeste.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s